23 de out de 2014

Para ele

 Tive essa ânsia de querer amar você desesperadamente e não me culpo, parecia que todos em minha volta estavam se apaixonando e eu queria isso pra mim também, porém isso atropelou meus sentimentos e me fez confundir o que é amor.
 Percebi que hoje eu posso ouvir learning to breathe sem me lembrar de você e sei que provavelmente você nem vai se lembrar que foi essa primeira música que você tinha dito que era 'nossa música'.
Sempre pensei que estava completamente decepcionada com você, mas na verdade não. Eu idealizei o que você não era e não pode ser, sempre esperei mais do que você podia me dar!
 Agora vejo que toda aquela raiva que eu tinha por você, tinha um motivo mas eu fui descobrir bem depois "Eu simplesmente queria que você me amasse intensamente, que me desejasse mais do que tudo, que me colocasse no pedestal da mesma forma que eu o colocava".
 Eu gosto de pensar em você as vezes nas nossas conversas, nos conselhos e nos exemplos de vida que você me contava, tantas vezes me fez sorrir e eu fico pensando se já fiz você sorrir também. 
 Culpei você por mal termos 'acabado' e você ter corrido atrás dela, ELA o motivo das discussões. Me enfureceu você ter ficado em cima do muro, de não ter tido atitude alguma. Doeu você não ter corrido atrás de mim como eu queria, doeu saber que você mentiu e muito pra mim e doeu mais ainda não ter sua amizade como antes!
 Mas é passado, não dói mais nada! O tempo passou, nossas vidas, gostos e sonhos são diferentes, me distanciei, não sou tão divertida como era.
O que eu não via era que você simplesmente era meu melhor AMIGO.
Como diz aquela que já foi nossa música Im living again, awake and alive ♪ 

(trechos do meu diário de 15 anos)


Trilha sonora de hoje: Learning to breathe - switchfoot

Nenhum comentário :

Postar um comentário