22 de out de 2014

Sobre a morte.

Detesto qualquer tipo de idolatria inclusive essa de idolatrar a pessoa depois de morta. É simplesmente incrível como todos viram ‘santos’ depois de mortos.

As pessoas tem esse anseio de tentar a todo custo ficar demonstrando  um sofrimento exaltado, de compartilhar os mesmos comentários inúteis, são influenciáveis e maleáveis com facilidade e engajadas pela sociedade (comportamento em massa).
Sinceramente? Não vejo motivos pra infinitas condolências, a morte é algo natural, todos os dias morrem várias pessoas boas e ruins e isso é a vida, é um ciclo, certo? Nascer, viver e morrer. 
Quem sofre não é aquele que fica batendo na mesma tecla sobre assunto, mas sim aquele que não pode ter um momento de paz sobre tal situação, é um assunto 'simples' que os meios de comunicação amam explorar e que muita gente fica dando moral, isso tudo no minimo é desrespeitoso!
Acontece que eu fico indignada como todos fazem um pandemônio nas redes sociais quando uma estrela de cinema morre. E todos as pessoas que morrem de fome, de frio, por falta de saúde, por ter um governo péssimo, por inúmeros motivos, mas é raro ver alguém se sensibilizando por isso!
Entenda eu sei que quando um ídolo morre as pessoas ficam sentidas e tudo mais, mas as a maioria das mesmas pessoas que fazem isso não dão a mínima pra outras mortes, pra violência em volta, o que me espanta é as pessoas começarem a enxergar de forma "normal/natural" e não ter um pingo de empatia com as mortes em países que sempre estão em guerra, por exemplo.
Dai sou obrigada a ouvir que a maioria dessas crianças que morrem nas guerras entre países do oriente não fazem parte das nossas vidas e por isso não nos sensibilizamos com isso. Como assim? Agora alguém deve fazer parte da minha vida pra eu me importar com ela? Tem que realmente ser muito desprovido de sentimentos, se o mundo ta essa merda toda a culpa é toda nossa.
O índice de suicídio entre indígenas é gigantesco, queria que todos se indignassem com isso como fazem com seu ídolo (ídolos que compram suas roupas de milhões e que poderiam comprar várias peças e inclusive ajudar muitas pessoas).  Queria que usassem toda essa energia pra ajudar defender  os índios do nosso país que estão perdendo suas terras, não só eles como a nossa natureza, nosso mundo. Estão acabando com tudo e a maioria não esta fazendo nada pra ajudar.
Até quando suportaremos tudo isso? É o fim da empatia? Eu sou a revoltada ou é a maioria que se encontra em um transe de futilidade? Não existem diferenças depois da morte entre o famoso e o não famoso, pobre e o rico, o lugar pra que vamos é o mesmo… pra debaixo da terra ou cinzas se você for cremado!

Nenhum comentário :

Postar um comentário